"Bancada federal tem que buscar investimento para o RN", cobra Leonardo Rêgo em entrevista à Minha Vida FM, de Martins.

A bancada do Rio Grande do Norte no Congresso Nacional precisa se empenhar pela defesa dos interesses do Estado, o que inclui buscar recursos que assegurem os investimentos que o governo estadual não tem condições de realizar. A opinião é do candidato a deputado federal, Leonardo Rêgo (União Brasil).


Em entrevista concedida, na última quarta-feira (03), à FM Minha Vida, em Martins, Leonardo afirmou que os deputados federais e senadores do RN precisam estar unidos para captar recursos federais que compensem as dificuldades financeiras do Estado. "A bancada federal serve para garantir o investimento que o Estado não está mais tendo mais capacidade de fazer", destacou Leo Rêgo, como também é conhecido.

O candidato do União Brasil à Câmara dos Deputados lembrou que o Rio Grande do Norte tem grande potencial de geração de riqueza, principalmente em setores como o do petróleo, a fruticultura, a carcinicultura, de energias renováveis e o turismo. Apesar disso, emendou, o Estado tem índices de crescimento menores que os de vizinhos como Ceará e Pernambuco. "Está faltando visão de gestão apurada e maturidade da classe política em Brasília para representar o Rio Grande do Norte com foco no interesse coletivo".

Leonardo Rêgo apontou exemplos de projetos que se arrastam há muitos anos e cujas conclusões não são devidamente pautadas pelos parlamentares potiguares em Brasília. "Há quantos se sonha com a duplicação da BR-304 ou mesmo da Reta Tabajara? É essa a reflexão que eu faço, e não estou fazendo uma crítica individual a nenhum parlamentar. Estou fazendo uma crítica construtiva", apontou Leo Rêgo. 

Leonardo ainda ratificou a sua visão de que os congressistas do RN devem se empenhar por recursos federais, independentemente das diferenças político-partidárias e de quem esteja governando o Rio Grande do Norte. Garantiu que vai se pautar nessa linha, caso seja eleito em outubro.

Avante coliga-se com o PSB e vai de Rafael Motta para o Senado Federal.

Está decidido. O avante bateu o martelo nesta sexta-feira (05) e estará ao lado do PSB na coligação majoritária que homologou a candidatura de Rafael Motta para o Senado.

"O Avante entende que Rafael Motta é o melhor nome para o Senado e está mais alinhado com nossas propostas e projetos para o Rio Grande do Norte", disse Jorge do Rosário, presidente do Avante RN e pré-candidato a deputado estadual.

Segundo Rafael Motta, além do alinhamento com o projeto de desenvolvimento para o RN, o apoio do Avante fortalece a sua caminhada rumo à vitória.

"Estamos felizes e preparados para essa grande luta. Temos o melhor candidato e a certeza de que povo sabe disso", disse o deputado Souza, primeiro-suplente de Rafael Motta.

Styenson Valentim não é o mais "preparado" dos candidatos ao Governo, mas Senador não anda na "garupa de caciques" e poderá promover uma mudança administrativa radical no Estado.

Sua eleição para o Senado Federal nas eleições de 2018 foi encarada como um verdadeiro "furacão" de protesto do eleitor potiguar nas urnas, que naquela eleição já estava cansada das mesmas caras, os mesmos nomes e os mesmos caciques sendo eleitos em nome das velhas oligarquias do RN ou apoiada por elas.

Passados quase quatro anos, praticamente nada mudou. O povo está mais do que cansado, está desacreditado da classe política tradicional, sobretudo no que se refere aos ocupantes de cargos no Executivo, que conduzem o Rio Grande do Norte com as mesmas práticas do passado; sem avanços, choque de gestão, ausência de investimentos relevantes e, só para se ter uma ideia: o grande feito da atual governadora, Fátima Bezerra (PT), foi gastar quase o mandato inteiro para colocar a folha dos servidores em dia, o que não passa de uma mera obrigação institucional.

Tenho certeza que o nosso Estado merece mais, muito mais. E, particularmente, não acredito que haverá uma mudança radical administrativa com os nomes apoiados pelos "assaltantes dos cofres públicos da esquerda petista ou comunista", tampouco pelos candidatos que até teriam um certo potencial técnico para gerir o RN, porém, os conchavos e acordões de bastidores firmados agora, possivelmente levará  a gestão estadual à mesma letargia atual, certamente pela falta de autonomia política de quem tem "rabo preso" com a turma do "toma lá, dá cá".

Como profissional da comunicação tenho a responsabilidade de não interferir nas escolhas dos meus webleitores, o voto é livre; devo apenas informar ou opinar, claro, respeitando as normativas da Justiça Eleitoral. 

No entanto, como cidadão tenho muito desejo de expressar que eu gostaria de ver o eleitor potiguar "dando um chute no traseiro" dos que integram os grupos poderosos tradicionais e, pelo menos uma vez, arriscar ou apostar em um nome novo; seja Styenson, Clorissa ou até mesmo outros, mas que todos deixassem a emoção ou compromissos financeiros convenientes em segundo plano por uma causa maior: o bem da coletividade.

Não se trata de brincar com o poder do voto, mas redirecionar este poder democrático, nem que na próxima eleição precisemos utilizar esta arma novamente. Melhor perseverar lutando pelas mudanças necessárias do que viver à margem da estagnação.

Styvenson Valentim confirma candidatura ao Governo do RN; médico Geraldo Pinho será o candidato ao Senado.

O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) confirmou nesta sexta-feira (05) que será candidato ao governo do Estado nas eleições deste ano. O anúncio aconteceu na convenção do Podemos, que acontece na Escola Estadual Maria Ilka de Moura, no bairro Bom Pastor, na Zona Oeste de Natal. Ele terá como candidato a vice a ex-secretária de educação de Parnamirim, Francisca Henrique, e para a disputa ao Senado o médico Geraldo Pinho.

"Vou manter na retidão. Mantenho as promessas de 2018. Não tenho o que prometer porque muitos já prometeram e trouxeram o Estado ao caos. Não tenho como negar ao combate. Acham que eu ia fugir? Que eu ia ter medo? Depende de todos vocês agora", disse ele.

Capitão da reserva da Polícia Militar, Styvenson tem 45 anos e é senador desde 2019. Ele foi eleito nas eleições de 2018 com mais de 745 mil votos, após ganhar notoriedade por sua atuação na Operação Lei Seca. "Não vou prometer nada mais que me manter íntegro e dentro da retidão", disse o agora candidato ao Executivo estadual.

Ao longo das últimas semanas, o senador manteve suspense sobre sua candidatura a governador. Quando entrevistado sobre o assunto, ele dizia estar estudando a situação financeira do Estado. Perguntado por um seguidor nas redes sociais, ele chegou a ser irritado ao ser questionado sobre o tema:

"Eu não pensei, não programei, não desejei, não fiz nenhuma trajetória para hoje planejar sair do meu propósito: que era permanecer no Senado até 2027. Quem quer isso não sou eu não. Quem quer esse negócio de governo não sou eu não. Eu não fui atrás disso não. Em nenhum momento eu disse que ia ser candidato a nada", afirmou Styvenson.

O senador falou também que a ideia de ser candidato não partiu dele. "Quem começou essa história só não fui eu. Se eu não queria, se eu não planejei, se eu não fui atrás, não tenho plano, nada… Estou sendo sincero. Estou estudando agora. Estou analisando", acrescentou.

Na ocasião, também foram homologadas nove candidaturas às cadeiras de deputado federal: Aldair Gari, Alexandre do Detran, Silvia Helena, Marco Trigueiro, Kesia Magali, Clarissa Matias, Professor Ozildo, Carlinhos da Vale e Gilson Veras.

Filiado ao União Brasil, primeiro vereador cadeirante do RN busca ser o Deputado Estadual da acessibilidade.

Nas eleições municipais de 2020, Tércio Tinoco (União Brasil), foi eleito o primeiro cadeirante vereador da história de Natal. Da desconfiança de alguns sobre sua atuação, seu mandato vem colecionado destaques e revertendo a opinião de muitos. 

Em seu primeiro ano na Câmara de Natal, conseguiu junto à presidência da Casa a aprovação de obras de acessibilidade em todo o prédio. Um poder legislativo que não era acessível, precisou se adaptar completamente para recebê-lo.

É com este mote que Tércio disponibiliza seu nome para concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa no pleito de outubro pela forte nominata do União Brasil.

O vereador é atualmente presidente da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida na CMN, tendo sido reconduzido para mais um ano no cargo. Além disso, o parlamentar ainda é membro da Comissão do Desporto.

Band RN realiza debate entre candidatos ao Governo do estado no próximo domingo (07).

A Band RN realizará, no próximo domingo (07), o primeiro debate entre os candidatos ao Governo do Rio Grande do Norte.


Com duas horas de duração, o debate focará nas perguntas entre os candidatos, sobre temas livres, dando oportunidade ao telespectador, conhecer melhor as propostas sobre os principais desafios administrativos do próximo gestor.

O debate terá início as 21H com transmissão simultânea pela TV e pelo portal ibandRN. A mediação será da jornalista Anna Ruth Dantas, apresentadora do jornal Band Cidade.

Em nível nacional, o Grupo Bandeirantes de Comunicação, tem importantes contribuições em momentos decisivos do país, sendo sempre a primeira emissora a realizar debates nos períodos eleitorais.

Câmara dos Deputados aprova projeto de Rafael Motta que pune furto de vacinas.

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (03), um conjunto de projetos que aumentam as penas para furtos realizados durante a vigência de estados de urgência e calamidade, incluindo o PL 1081/2021 do deputado federal Rafael Motta (PSB/RN), que trata especificamente da subtração de vacinas, insumos ou qualquer outro bem destinado ao enfrentamento de emergência de saúde pública.


"Infelizmente, oportunistas se aproveitaram do caos causado pela pandemia para furtar vacinas, medicamentos e equipamentos médicos, enquanto as pessoas morriam pela Covid-19 e os gestores públicos se desdobravam para dar atendimento médico adequado à população. Já observamos outras situações de saques em situações como enchentes e deslizamentos. Hoje, a Câmara endurece a lei para punir adequadamente esses crimes", comemorou Rafael.

O substitutivo altera o Código Penal para prever uma qualificadora para o crime de furto, roubo e peculato cometido em ocasião de incêndio, naufrágio, inundação ou qualquer calamidade pública ou desastre, agregando cinco projetos de lei no mesmo sentido.

Com a mudança, a pena de furto nessas situações passará a reclusão de 2 a 8 anos e multa, o dobro da prevista para furto simples (reclusão de 1 a 4 anos e multa). Já a pena de roubo, atualmente com reclusão de 4 a 10 anos e multa, será aumentada em 2/3.

Também haverá aumento de pena quando o roubo ou furto for de bem, insumo ou equipamento médico, hospitalar, terapêutico, sanitário ou vacinal. Nesse caso, o aumento da pena será de 1/3 para furtos ou em dobro para roubos. Se esses bens ou insumos forem apropriados por funcionário público, ao cometer o crime de peculato, a pena será de reclusão, de 3 a 13 anos, além da multa.

A proposta segue para avaliação do Senado Federal.

Pesquisa Exatus: Em Mossoró, Fátima lidera com 27,75%, mas Styvenson já alcança 22,63% e Fábio tem apenas 5,05%. Governadora é a mais rejeitada por quase 30% dos mossoroenses.

Se as eleições para o governo do Rio Grande do Norte fossem decididas hoje, somente com os votos dos eleitores de Mossoró, no Oeste potiguar, a governadora Fátima Bezerra (PT) teria 27,75% das intenções de votos, seguida pelo senador Styvenson Valentim (Podemos), com 22,63% e, em terceiro lugar, Fábio Dantas (SDD), com 5,5%. 
 
Atrás dos três primeiros colocados, estão Clorisa Linhares (PMB), com 3,25% dos votos; Rosália Fernandes (PSTU), com 0,5%; Rodrigo Vieira, com 0,38% e Danniel Morais (Psol), com 0,25%. Entre os eleitores que responderam que votariam branco/nulo ou nenhum, estão 20,13% dos mossoroenses consultados e os que optaram pelo não sabe/não respondeu, somaram 19,63%. Esses foram os resultados obtidos na abordagem estimulada.

Esses são os dados da pesquisa eleitoral com foco nas eleições gerais deste ano, realizada pelo Instituto Exatus Consultoria e Pesquisa, em parceria com o jornal AGORA RN, e divulgada nesta quinta-feira (04).
 
Apesar de liderar a corrida para o governo do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra também está em primeiro lugar no quesito rejeição. Dos eleitores consultados, 29,8% disseram que não votariam de jeito nenhum na gestora petista. Styvenson Valentim aparece em segundo lugar, com 8,5% de rejeição, seguido por Fábio Dantas, com 5,38%.

Clorisa Linhares aparece em quarto lugar no ranking de rejeição do eleitorado mossoroense, com 1,13%; Danniel Morais, com 0,88%; Rosália Fernandes, com 0,75%; Wesli Natal Zueira, com 0,5% e Rodrigo Vieira, com 0,38%.

A pesquisa também questionou os eleitores sobre a aprovação do governo Fátima Bezerra. Dos ouvidos, 33,75% aprovam a gestão da petista, contra 46,5% que desaprovam. Os que não sabem classificar ou não responderam somaram 19,75%.

O Instituto Exatus Consultoria e Pesquisa, em parceria com o jornal AGORA RN, entrevistou 800 eleitores em todo o município de Mossoró, entre os dias 29 e 30 de julho. A pesquisa foi registrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) sob o número de identificação RN-03560/2022. Para o tamanho amostral determinado, os resultados foram avaliados com uma margem de erro de 3,4% para mais ou para menos, ao nível de confiança de 95%.

Candidato a Senador pelo PDT, Carlos Eduardo Alves, opta por judicializar a eleição, mas até agora perdeu todas as ações que ajuizou.

Carlos Eduardo Alves, candidato a senador pelo PDT, está travando uma verdadeira batalha na Justiça Eleitoral e tem levado a pior na maioria das ações que ajuizou. As representações são ajuizadas em nome do PDT.


Na representação nº 0600258-28.2022.6.20.0000, ajuizada contra a 96 FM e o candidato Rogério Marinho, o PDT afirmou que, “no dia 23 de junho de 2022, no programa que seria de maior audiência da rádio representada, sob o pretexto de apresentar um fato de natureza jornalística, teria sido divulgado um jingle da campanha do candidato representado, Rogério Marinho”. O Relator negou a liminar.

Na representação nº 0600260-95.2022.6.20.0000, o PDT acusou a 96 FM de divulgar uma pesquisa eleitoral sem registro no TRE. A representação foi julgada improcedente à unanimidade de votos: seis votos a zero.

Na representação nº 0600356-13.2022.6.20.0000 o PDT acusou o candidato ao Senado Rogério Marinho de fazer propaganda eleitoral antecipada e irregular. O juiz auxiliar da Propaganda Eleitoral, Daniel Maia, negou o pedido para retirar a propaganda do instagram de Rogério Marinho.

Nesta terça-feira (02), o PDT ajuizou a representação nº 0600374-34.2022.6.20.0000 contra o instituto de pesquisas BRAMANE SERVICOS DE COMUNICACAO LTDA. Nesta representação, tanto a petição inicial quanto a documentação que a instrui foram lançadas no sistema de processo eletrônico com sigilo de visualização, para impedir que terceiros leia e tomem conhecimento do que está sendo alegado.

O fato é que o PDT e o seu candidato a Senador, Carlos Eduardo Alves, até o presente momento não tiveram uma única vitória da Justiça Eleitoral e adotaram a estratégia de tentar calar os veículos de comunicação, os institutos de pesquisa e os seus adversários, mas até o presente momento a Justiça Eleitoral não deu ouvidos aos pleitos formulados.

Styvenson Valentim diz que se for candidato não gastará "p**** nenhuma na campanha" e que não fará comícios. Senador disse que já andou o Estado cobrando transparência e verificando a execução de emendas destinadas aos prefeitos.

Pare de ficar indagando se Styvenson irá concorrer ou não ao Governo do RN nas eleições deste ano. Pelo menos é esse o conselho do senador do Podemos-RN, diante do questionamento, quase diário, que vem recebendo nas ruas ou pelos profissionais da imprensa, principalmente, após o resultado das pesquisas eleitorais, onde aparece em segundo lugar nas intenções de voto.


Em contato com o Blog do FM, Styvenson afirmou que sua decisão será anunciada nesta sexta-feira (05), apesar de sua mãe já ter concedido sua candidatura ao governo. Segundo ele, caso venha a disputar as eleições, não fará comícios ou visitas ao Interior do RN.

"Minha equipe é pequena e praticamente as mesmas pessoas da eleição de 2018. Já percorri inúmeras cidades no Estado para cobrar transparência e verificar a execução das emendas que destinei aos prefeitos. Não pretendo gastar nem 1 Real nesta campanha. Os gastos ficarão por parte do partido ou da doação voluntária. Do meu bolso não sairá porra nenhuma", disparou o senador.

Questionado sobre as supostas conversas entre ele e possíveis adversários políticos, a exemplo da governadora Fátima Bezerra, Styvenson foi incisivo ao afirmar que ninguém o procurou para conversas ou acordos. "Recentemente, um blog publicou a notícia de que Fátima estaria tentando me persuadir a desistir da candidatura ao governo. Isso nunca existiu. Logo ela (Fátima), que não tem absolutamente nada para tratar comigo, tão menos me iludir com algo, deveria apenas focar em sua gestão. O povo não entende que ninguém faz minha cabeça. Eu mesmo tomo minhas decisões e pronto".

Styvenson descarta também pedir o apoio de políticos e empresários, caso venha a ser candidato ou ‘caia’ no segundo turno. "Vota em mim quem quer. Não peço nada, mas também não venham me cobrar por algo que nunca prometi. Não tenho experiência na vida política. Como todos sabem, minha formação é militar, policial. Minha proposta é não roubar dinheiro público. Caso seja eleito, farei o máximo para proporcionar uma vida melhor à população, já que esses políticos que estão aí nunca fizeram nada. Só pensam neles".

Para o senador é imprescindível ter em mãos um relatório completo sobre a atual situação econômica do Estado. "Não quero pular de cabeça em algo desconhecido. Não sei fazer milagres e, portanto, é preciso estudar meios de alavancar a economia para não decepcionar a população, como esses políticos tem mostrado ao longo dos anos. Caso venha a ser eleito, peço a todos muita oração e que apertem os cintos", alertou.

Fora a política, Styvenson revela que nunca mudou para pior ou melhor após ganhar os holofotes da mídia. "Já escutei gente falando muita merda por aí sobre mim. Dizem que sou chato e arrogante. Não me acho assim. Apenas sou sincero e não fico medindo palavras quando pedem minha opinião. Até minha sexualidade já foi colocada em questão, já pensou? Não sou gay e se alguém tem dúvida é só mandar uma irmã gostosa vir perguntar isso a mim. Duvido que mandem", brincou.

Nesta quarta-feira (03) tem entrevista com Leonardo Rêgo na FM Minha Vida, de Martins.

O ex-prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Nunes Rêgo (União Brasil), que teve seu nome homologado como candidato a deputado federal em convenção partidária, recentemente, segue o seu périplo de visitas aos municípios do Rio Grande do Norte, incluindo participações em entrevistas (seja em emissoras de rádio ou de televisão).


Nesta quarta-feira (03), às 17 horas, Leonardo Rêgo será entrevistado pelo radialista Zé Nilson, na FM Minha Vida, da cidade serrana de Martins, durante o Programa Rádio Cidadão.

"Mais uma oportunidade de expor nossas ideias e tratar assuntos de interesse da população alto-oestana", pontuou Léo Rêgo em suas redes sociais.

Leonardo Rêgo vem sendo citado em todas as pesquisas espontâneas para deputado federal, fator bastante relevante, principalmente se levarmos em consideração que para garantir o êxito nas urnas não basta o candidato receber uma expressiva votação, mas, também, estar inserido em uma nominata que lhe garanta chances reais de vitória; como no caso do União Brasil, cujo presidente estadual José Agripino escolheu nomes fortíssimos tanto na disputa para a Câmara dos Deputados, quanto para a Assembleia Legislativa.

A entrevista poderá ser acompanhada pelo site da emissora (http://minhavidafm.com.br/), assim como, também pelo instagram: @MinhaVidaFMoficial.

Aguardemos...

Pesquisa AgoraSei/96FM: Getúlio Rêgo aparece entre os mais citados para deputado estadual em Natal.

O deputado estadual Getúlio Rêgo (PSDB) apareceu muito bem colocado em uma pesquisa realizada pelo Instituto AgoraSei, nesta segunda-feira (1º), e divulgada durante o Programa "Jornal das Seis", na Rádio 96 FM, de Natal.

A sondagem aferiu as intenções de voto somente dos eleitores da capital potiguar, entre os dias 23 e 25 de julho de 2022, e ouviu 800 eleitores em todas as zonas e bairros de Natal. 

Getúlio Rêgo foi citado por 0,5% dos entrevistados, empatado com Nelter Queiroz (PSDB) e Coronel Azevedo (PL) que também alcançaram o mesmo índice.

O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 3,4 pontos percentuais, para mais ou para menos sobre os resultados totais da amostra. 

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com a identificação rn-06521/2022.

Nova pesquisa eleitoral com números de Mossoró vai ser divulgada nesta quarta-feira (03); levantamento foi realizado pelo Instituto Exatus.

O Jornal Agora RN divulga nesta quarta-feira (03/08) pesquisa eleitoral com as opiniões dos mossoroenses sobre o processo eleitoral para Governo do Estado, Câmara Federal, Assembleia Legislativa, Senado Federal.

Registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o número RN-03560/2022, o levantamento foi realizado pelo Exatus Consultoria e Pesquisa de 29 a 31 de julho e ouviu 800 eleitores. A margem de erro é 3,4% para mais ou para menos e nível de confiança de 95%.

Os bairros e comunidades rurais de Mossoró que tiveram entrevistas realizadas: zona urbana: Abolição, Santa Delmira, Redenção, centro Alto de São Manoel, Ilha de Santa Luzia, Planalto treze de maio, alto do Sumaré, Liberdade I, Bom Jesus, Nova Betânia, Boa Vista, Doze Anos, Alto da Conceição, Belo Horizonte, Lagoa do mato, Aeroporto, Bom jardim, Paredões, Santo Antonio, Barrocas, Presidente Costa e Silva /pintos, Vingt rosado/rincão. Zona rural: Maisa, Jucuri, Hipolito Passagem de pedras e Piquiri. 

As informações foram coletadas no sistema do TSE.

Rafael Motta apresenta compromissos públicos e é o primeiro a tratar de proposições para o Senado.

Com a candidatura ao senador homologada em convenção do PSB, Rafael Motta lançou o primeiro de uma série de 10 compromissos públicos assumidos com o povo potiguar. É o chamado RN2030, detalhado em vídeo publicado em seus perfis nas redes sociais, nesta segunda-feira (1º), abrindo uma fase propositiva da pré-campanha.


O nome da série faz referência ao fato de o vencedor das eleições 2022 permanecer na representação do Rio Grande do Norte no Senado até janeiro de 2031. Com o respaldo de quem votou contra as reformas trabalhista e da previdência e várias outras matérias na Câmara dos Deputados, o primeiro dos compromissos anunciado por Rafael é "nenhum direito a menos".

"Esse é um compromisso que posso assumir tranquilamente. Comigo não tem essa história de retirar direitos ou, pior, negociar direitos. Comigo, é nenhum direito a menos", afirmou o candidato do PSB ao Senado.

Rafael Motta chama o eleitor a refletir sobre o fato de que os demais candidatos não estão preocupados em debater propostas. 

"São oito anos no Senado. Não dá para fechar os olhos e passar o pano para certas coisas. A conta chega. Você já parou para pensar que ninguém está buscando o debate de propostas? É o ganhar por ganhar e pronto. E quem perde com isso é a população do nosso Estado. Por isso, a partir de hoje, eu quero apresentar o RN 2030, que são 10 compromissos que eu vou assumir com o Rio Grande do Norte", declarou Rafael no vídeo disponível na internet.

Nova pesquisa Brâmane mostrou liderança de Fátima; Fábio Dantas cai e Styvenson Valentim assume o 2º lugar. Carlos Eduardo lidera para o Senado, mas disputa é acirrada.

A governadora e candidata à reeleição Fátima Bezerra (PT) continua na liderança da corrida para o governo do Estado, em nova pesquisa do instituto Brâmane, divulgada nesta segunda-feira (1º) pelo Blog do BG.


Na pesquisa anterior, de julho, a governadora tinha 36,8% das intenções de voto. Agora, a petista oscilou dentro da margem de erro para 38%. Fábio Dantas (Solidariedade), que era o 2º colocado com 16,9%, caiu para 12,9% e agora está na 3ª posição. Styvenson Valentim (Podemos) cresceu de 15,4% para 16,1% e assumiu o 2º lugar. Indecisos somam 17,5%. Brancos e nulos 11,6%.

No quesito rejeição, Fátima Bezerra é mais rejeitada pelo eleitor com 25,6%. Logo depois aparece Styvenson Vaentim com 18,3% e, dos três principais candidatos ao Governo do Estado, Fábio Dantas tem apenas 13%. No entanto, na somatória das intenções de votos, esses números ainda não interferem no resultado, haja vista a campanha eleitoral ainda não ter sido deflagrada oficialmente.

Para o Senado Federal, embora a disputa tenha todas as características futuras de um embate acirrado, por enquanto, Carlos Eduardo Alves (PDT) lidera com 27,3%, seguido de perto por Rogério Marinho (PSDB) com 22,4% e, na terceira colocação, vem Rafael Motta (PSB) com 11,9%.

A pesquisa Brâmane/BG entrevistou 1.600 pessoas de 26 a 29 de julho. A margem de erro é de 2,45 pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob os protocolos BR-01446/2022 e RN-06920/2022.

Podemos confirma presença de Styvenson Valentim no debate da Band, no próximo domingo (07), com candidatos a governador do RN. O suspense acabou? Prefiro aguardar.

A Band fará no próximo domingo (07), a partir das 21h, o primeiro debate na televisão entre os candidatos a governador do Rio Grande do Norte nas eleições de 2022. Todos os nomes convidados pela emissora confirmaram presença, entre eles o senador Styvenson Valentim (Podemos), que ainda mantém suspense sobre a possível candidatura.


Oficialmente, o senador Styenson ainda diz que só vai anunciar se será candidato em 05 de agosto (sexta-feira), último dia para a realização das convenções. No entanto, se o nome do pré-candidato foi confirmado no debate, podemos entender que o suspense acabou? Prefiro aguardar.
 
Segundo informações, ao todo, estarão presentes sete candidatos: a governadora e candidata à reeleição Fátima Bezerra (PT) e os candidatos Fábio Dantas (Solidariedade), Styvenson Valentim (Podemos), Rodrigo Vieira (DC), Rosália Fernandes (PSTU), Clorisa Linhares (PMB) e Danniel Morais (PSOL). A emissora ainda avalia estender o convite a Antônio Bento (PRTB), que teve o nome confirmado apenas neste fim de semana.

O debate será transmitido ao vivo direto dos estúdios da emissora em Candelária, na Zona Sul de Natal, e terá mediação da jornalista Anna Ruth Dantas, apresentadora do programa Band Cidade.

O debate consistirá em rodadas de sabatina entre os candidatos de modo que cada candidato seja sabatinado pelos demais e, da mesma forma, possa sabatinar os seus adversários. Antes de iniciar as sabatinas, os candidatos terão direito a um período de 45 segundos para apresentação aos telespectadores. E antes do encerramento do programa, após todos os candidatos serem sabatinados, será aberto um espaço de 45 segundos para que cada um faça as suas considerações finais.

De acordo com o compromisso assinado pelos representes, os candidatos confirmaram participação em um debate caso exista segundo turno. O programa está pré-agendado para o dia 05 de outubro de 2022.

Pesquisa Brâmane/Blog do BG: Getúlio Rêgo aparece entre os primeiros colocados para deputado estadual; Leonardo Rêgo continua sendo citado com chances de ser favorecido pela forte nominata do União Brasil.

A pesquisa de intenção de voto realizada pelo instituto Brâmane, divulgada pelo Blog do BG, nesta segunda-feira (1º), quis saber dos eleitores potiguares em quem eles pretendem votar para deputado estadual e federal. 

Na disputa por uma das cadeiras da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Dr. Bernardo (2,7%), Adjuto Dias (1,9%), Francisco do PT (1,8%), Isolda Dantas (1,8%) e Getúlio Rego (1,4%) lideram corrida por uma das cadeiras da Assembleia Legislativa.

Eles são seguidos por: Tomba Farias com 1,2%, Albert Dickson com 1,1% e George Soares com 0,9%. Com 0,8% aparecem: Dr. Kerginaldo, Ubaldo Fernandes, Ezequiel Ferreira e Hermano Morais. Com 0,7%: Anax Vale, Coronel Azevedo, Jorge do Rosário, Nélter Queiroz e Kleber Rodrigues.

Com 0,6%: Álvaro Dias, Terezinha Maia e Vivaldo Costa. Com 0,5%: Ivanilson Oliveira, Coronel Gomes e Neilton Diógenes. Os demais nomes pontuaram 0,4% ou menos. Os indecisos somaram 57,9%.

Na disputa pelas oito cadeiras que o Rio Grande do Norte tem na Câmara dos Deputados, Natália Bonavides (2,7%), Garibaldi Filho (2,5%), Carla Dickson (1,9%), Robinson Faria (1,9%) e Major Brilhante (1,8%) lideram corrida pela Câmara dos Deputados. 

Eles são seguidos por Beto Rosado (1,5%), Kelps Lima (1,3%), Benes Leocádio (1,0%), Paulinho Freire (1,0%), General Girão (0,9%), Lawrence (0,7%), Mineiro (0,6%). Logo após, empatados estão Henrique Alves (0,5%), Pablo Aires (0,5%) e Leonardo Rêgo (0,5%).

Vale salientar que na sondagem para deputado federal, em virtude da pesquisa ser espontânea, foram citados nomes que não serão candidatos realmente.

Para a realização do estudo, foram entrevistados 1600 eleitores de todas as regiões do estado entre os dias 26 e 29 de julho. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,45% para mais ou para menos e com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob os protocolos BR-01446/2022 e RN-06920/2022.

Oficializado como candidato a deputado federal, Leonardo Rêgo já está no Alto Oeste e prestigiou Festival Gastronômico de Martins.

Com o nome oficializado em convenção partidária, o candidato a deputado federal, Leonardo Nunes Rêgo (União Brasil), já está em Pau dos Ferros e, certamente, deverá cumprir uma extensa agenda de visitas a vários municípios do Alto Oeste Potiguar esta semana.
 
Neste domingo (31), Leonardo Rêgo prestigiou o Festival Gastronômico e Cultural de Martins, que voltou a ser realizado este ano após dois anos suspenso devido à pandemia da covid-19. Foram três dias de festa, nos quais o município de Martins recebeu turistas de várias regiões do Rio Grande do Norte e de outros estados.

O evento, que teve início na última sexta-feira (29) e foi encerrado neste domingo (31), contou apresentações musicais e artísticas (poesia, teatro e dança), que ocorreram na Praça Almino Afonso, no centro da cidade, com programação gratuita.
 
Na oportunidade, Léo Rêgo cumprimentou amigos, lideranças e pessoas que fizeram questão de posar para fotografias com o ex-prefeito de Pau dos Ferros.

"O festival gastronômico é um evento magnífico, que já está em sua 14ª edição. Parabéns à gestão municipal e a todos os martinenses por prepararem uma festa de alto nível, que propaga a nossa região, além de fortalecer o turismo e a economia", destacou Leonardo.

Alto Oeste potiguar ganha área de Conservação Estadual, que contempla municípios de Martins, Umarizal e Portalegre.

Reconhecendo e promovendo o valor histórico, estruturante e cultural do Alto Oeste potiguar, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte criou a primeira área de Conservação Estadual de Proteção Integral na região: o Monumento Natural Cavernas de Martins – MONA Martins. A criação ocorreu com a publicação do Decreto nº 31.174 na última sexta-feira 29.


Com uma área de 3.538,45 hectares de bioma caatinga e um perímetro de 39,14 km, além de Martins, o MONA abrange os municípios de Umarizal e Portalegre que estão na Zona de Amortecimento, área estabelecida ao redor da Unidade de Conservação, e são beneficiados com a iniciativa.

De grande importância biológica e ambiental, a região é rica em afloramentos rochosos, inselbers e grutas, que compõem a paisagem local. Tem mapeadas 92 cavidades naturais, sendo 78 cavernas, que apresentam registro fóssil, pinturas rupestres e elevada diversidade biológica.

ão atrativos conhecidos de Martins, município serrano distante 370km da capital, a Pedra do Sapo, a Pedra Rajada e a Casa de Pedra, que é a segunda maior caverna em mármore do Brasil, e a maior do RN em volume interno, destacando-se em meio à vegetação de caatinga.

A prefeita de Martins, Maria José Gurgel Costa de Oliveira, destacou: "Estamos muito felizes por esse reconhecimento, que vem para valorizar nosso turismo. Há 10 anos que queríamos essa área preservada." 

O candidato de Bolsonaro, da reforma trabalhista e citado no "bolsolão do asfalto", Rogério Marinho juntou vários "caciques" do RN em convenção que também oficializou sua candidatura ao Senado.

Neste domingo (31), em Natal, o candidato de Bolsonaro, da reforma trabalhista e citado no "bolsolão do asfalto", Rogério Marinho juntou caravanas de vários "caciques" do RN para também oficializar sua candidatura ao Senado Federal.

Quem também esteve presente na convenção foi o pré-candidato a governador Fábio Dantas (SDD), que teve oficializado durante a convenção o apoio do PL. Em seu discurso, ressaltou o trabalho realizado por Rogério a favor das cidades do Estado, e aproveitou para reafirmar que apoia e votará na reeleição do presidente Bolsonaro.

A convenção foi prestigiada ainda pelo presidente estadual do PL, o deputado federal João Maia, o prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), o ministro das Comunicações, Fábio Faria, o candidato a vice-governador Ivan Júnior (UB), além dos deputados federais Benes Leocádio (UB) e general Girão (PL), dos deputados estaduais Gustavo Carvalho (PSDB), Coronel Azevedo (PL), Cristiane Dantas (SDD) e Tomba Farias (PSDB), e do presidente da Federação dos Municípios do RN, Babá Pereira. 

Também estiveram presentes dezenas de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças de todas as regiões do Estado, que foram tentar inflar o evento partidário para dar suporte ao candidato do presidente Jair Bolsonaro.

PSB homologa candidatura de Rafael Motta para o Senado; partido também apresentou os nomes que vão disputar mandatos de deputado estadual e federal.

Em convenção realizada no último sábado (30), com foco no discurso do "eles não", o Partido Socialista Brasileiro (PSB) homologou a candidatura do presidente estadual da sigla, deputado Rafael Motta, para o Senado Federal. O evento aconteceu na Zona Norte de Natal. Na ocasião, o partido também apresentou os nomes que vão disputar mandatos de deputado estadual e federal nas eleições de 2022.


Com 35 anos, Rafael já foi vereador em Natal e exerce o seu segundo mandato de deputado federal. Em seu discurso, emocionado, ele rememorou os obstáculos da sua pré-candidatura e destacou o apoio popular que tem recebido a partir de “um sentimento que encontra nas ruas por uma nova opção para o Senado”.

"O povo do RN tem dito pra mim aonde chego que ‘eles não’. Que não querem escolher entre seis e meia dúzia. Que querem alguém que nunca falhou com o trabalhador. Um senador alinhado com a chapa Lula-Alckmin. E o mais importante: que querem derrotar o bolsonarismo com quem nunca se rendeu a ele", discursou Rafael.

A candidatura de Rafael recebeu formalmente o apoio do Avante e do Agir 36. O PSB também registrou em ata apoio à reeleição da governadora Fátima Bezerra (PT).

Na mesma convenção, foram homologadas as candidaturas de Thabatta Pimenta, Pablo Aires, Janeayre Souto, Netinho França, Isabel Medeiros, Dra. Tássia, Wellington Bernardo, Diego Américo e Henrique Alves e da nominata de estadual, que incluem nomes como Fernando Lucena, Jackson Damasceno, Vilma Batista, Rafaella Lourenço, César Maia, Dr. Natanion e Tatiana Pires.

Salismar Correia é candidato mais uma vez; médico de Pau dos Ferros foi oficializado como candidato a deputado estadual pelo Solidariedade.


Além de ter definido o nome de Fábio Dantas como candidato ao Governo do RN, o Partido Solidariedade também oficializou 09 nomes à chapa de deputado federal e outros 22 candidatos a deputado estadual. A convenção aconteceu na manhã desta sexta-feira (29), no escritório do Partido, na Cidade Alta.

O médico natural de Pau dos Ferros, Salismar Correia, será candidato mais uma vez; o nome dele consta na lista dos postulantes a uma das 24 vagas na Assembleia Legislativa.

Vale relembrar que Dr. Salismar já foi vice-prefeito de Pau dos Ferros e duas vezes vice-prefeito de São Miguel, cidades localizadas na região do Alto Oeste. Ele foi também presidente do Comitê de Combate à Fome e à Miséria, Presidente do Rotary, da Associação Médica Regional do Alto Oeste e delegado do CRM regional.

Em 2018, Salismar foi candidato a deputado federal e obteve 24.200 votos.

Agora a disputa é outras, mas, como muita gente já sabe, Sassá parece que não desiste nunca e, inclusive, aparentemente, já adotou a filosofia da perseverança como uma de suas bandeiras de campanha.

Styvenson Valentim poderá ter vereador de Mossoró como candidato a Vice; cresce a expectiva em torno do lançamento da pré-candidatura do Senador ao Governo do RN.

O parlamentar de primeiro mandato em Mossoró, Wiginis do Gás, é o único vereador do Podemos no RN, e poderá ser o nome indicado pelo partido para compor chapa com Styvenson Valentim ao Governo do estado.


Pelo que estão comentando nos bastidores da política, o interesse do Senador é lançar uma chapa puro sangue no próximo dia 05 de agosto, data da convenção partidária do Podemos.

Pela posição de apreço que tem pelo Senador, dito em entrevistas, antes mesmo de conquistar o mandato ao legislativo mossoroense, além de sua ligação fiel ao partido, tem colocado peso maior a possível indicação de Wiginis.

O advogado Felipe Madruga, presidente do Podemos no RN, veio algumas vezes a Mossoró e isso aproximou ainda mais Wiginis dos projetos políticos do partido, tendo sido, inclusive, sondado para disputar uma vaga a Câmara Federal.

No quadro político deste momento Mossoró não conta com nenhum candidato a vice nas chapas confirmadas que vão disputar o executivo estadual.

Em 2020, Wiginis do gás foi eleito vereador de Mossoró com 1.740 votos e faz parte da base aliada do Prefeito Allyson Bezerra (SD), na Câmara de Mossoró.

Em convenção, Solidariedade homologa candidatura de Fábio Dantas ao Governo do Estado; Ivan Júnior, do União Brasil, está oficializado como Vice na majoritária.

Na manhã desta sexta-feira (29), o Solidariedade realizou a sua convenção partidária, na sede do partido, onde homologou o nome de Fábio Dantas para a disputa ao Governo do Estado. Outros 25 nomes foram homologados para concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa, e nove para uma vaga na Câmara dos Deputados.

A quantidade de candidatos não para por aí, e durante a convenção a surpresa foi o anúncio de mais um nome do partido na disputa majoritária. O vereador de Macaíba, Igor Targino, que era pré-candidato a deputado federal, deixou a nominata para formar chapa com Rogério Marinho na corrida ao Senado. Ele será o segundo suplente do ex-ministro do Desenvolvimento Regional.

O agora candidato a governador pelo Solidariedade, Fábio Dantas, falou sobre o processo eleitoral do qual acaba de adentrar. Depois de participar, na noite de ontem, da convenção do União Brasil ao lado de Ivan Júnior, indicado a vice pelo partido comandado por José Agripino, nesta sexta-feira foi a vez de Fábio recepcionar o ex-prefeito de Assu em sua casa partidária. Ivan participou do ato, consolidando assim a formação majoritária de oposição no RN.

"Ao invés de fazer acordos com a classe política que nos envergonha se unindo depois de tantos anos de briga, eu preferi me unir às pessoas. Eu não estou preocupado com recursos para a campanha. Eu estou preocupado que a nossa voz possa ecoar no RN através dos milhares de amigos que temos", disse Fábio Dantas ao falar sobre a aliança que resultou na chapa com Ivan Júnior.

Questionado se a sua disputa primária seria contra o senador Styvenson para chegar a um hipotético segundo turno contra Fátima Bezerra, dados os números das pesquisas de intenção de votos, o candidato Fábio Dantas relembrou um episódio de 20 anos atrás para explicar a sua confiança na vitória.

"A disputa democrática começa hoje, nós tivemos eleições como a de Wilma há 20 anos, que no primeiro turno quem tinha 39% sequer foi pro segundo turno. Nós vamos vencer essa eleição e vamos vencer ela ainda no primeiro turno", declarou Fábio.

"Uma paciente precisou recorrer à Justiça para conseguir amputar o pé", denuncia Getúlio Rêgo. Deputado afirma que Governo do PT é mal planejado.

"Uma paciente de 75 anos de idade precisou recorrer à Justiça para conseguir uma amputação de pé”, denunciou o deputado estadual Getúlio Rêgo (PSDB), ao denunciar um caso que chegou ao seu conhecimento nesta semana. Ele disse que esse é um retrato do "caos" enfrentado pela saúde pública no Rio Grande do Norte. "A saúde pública do Estado pede socorro e um exemplo da situação atual pôde ser comprovado após o relato de um episódio recente", lamentou, em entrevista ao Portal Agora RN.

Getúlio Rêgo afirmou que alertou a governadora Fátima Bezerra (PT), quando a gestora decidiu fechar as portas do Hospital Estadual Dr. Ruy Pereira dos Santos, até então referência estadual para atendimentos e cirurgias vasculares. Ele disse que fez isso devido ao crescimento na demanda por procedimentos médicos e levando em consideração que o Estado já tinha fila represada na regulação, o que poderia ocasionar o sofrimento dos pacientes na fila à espera de atendimento.

"O fechamento da unidade e os 147 pacientes sofrendo à espera de atendimento é o retrato do caos na saúde estadual, que sequer tem uma assistência básica vascular para suportar a demanda e as necessidades da população. Uma falta de humanidade em um governo que se diz de origem popular", afirmou Dr. Getúlio.

Ainda na entrevista, o parlamentar disse, "que o governo do Rio Grande do Norte afirmar, hoje, que está dando conta do recado, é desconhecer o descalabro na saúde pública, pois quem alguém em situação emergencial no setor de cirurgias vasculares, tem que vender moto e casa para custear, na rede privada, seu atendimento de saúde. Essa situação é calamitosa e a população está atenta, pois daqui a pouco haverá o julgamento, para sabermos se isso é o que está na cabeça do povo do Estado: sofrer e morrer pela incoerência, incapacidade e incompetência da atual gestão de saúde do nosso Estado".

Segundo Getúlio Rêgo, o governo é mal planejado. "Composto por pessoas que, por exemplo, na gerência da saúde, não recebem sugestões, não acatam coisas razoáveis para melhorar o desempenho. A coisa poderia ser outra que não incompetência para dar à população dignidade no atendimento à saúde em situação emergencial, mas, lamentavelmente, o atual governo é uma tragédia na saúde", enfatizou.

Primeira convenção da história do União Brasil no RN reúne multidão; Leonardo Rêgo (Federal) e Robson Carvalho (Estadual) são novidades do partido para as eleições de 02 de outubro.


A executiva estadual do União Brasil (UB) no Rio Grande do Norte realizou, na noite desta quinta-feira, 28, sua convenção partidária e homologou os candidatos que disputarão as eleições proporcionais e majoritárias deste ano. 

O evento aconteceu na sede social do América F.C. e reuniu uma grande quantidade apoiadores de diversas partes do estado. Lideranças municipais e seus liderados chegaram em caravanas para prestigiar a primeira convenção da história do União no RN.

Além das dezenas de pré-candidatos, 35 no total, sendo 25 a deputado estadual, nove a deputado federal e um a vice-governador, também marcaram presença grandes nomes da sigla, como o ex-senador José Agripino, presidente estadual do União Brasil, e do deputado federal Luciano Bivar, presidente nacional do partido e pré-candidato à presidência da República.

O público, que lotou o espaço, vibrava a cada nome anunciado e a cada discurso de representantes do UB. Quem também se fez presente foi o ex-vice-governador e pré-candidato a governador, Fábio Dantas, que terá sua candidatura homologada nesta sexta-feira (29).

Entre as novidades do partido para as eleições de 02 de outubro, estão: o nome do ex-prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rêgo, e do vereador natalense, Robson Carvalho, neto do saudoso deputado Carvalho Neto (in memoriam), que entram na disputa com chances reais de vitória para deputado federal e deputado estadual, respectivamente.

Aguardemos...

Ministério Público Eleitoral alerta entidades religiosas do RN para não se envolverem em propaganda política nas Eleições de 2022.

A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio Grande do Norte (PRE/RN) expediu recomendação para que entidades religiosas não pratiquem atos de propaganda eleitoral relativos às eleições deste ano. O período de campanha se inicia no próximo dia 16 de agosto. O documento foi enviado a mais de 10 entidades das mais diferentes religiões no estado.


De acordo com a recomendação, dentro dos templos não se deve realizar ou permitir a realização de "qualquer espécie de propaganda eleitoral, inclusive a negativa, pedido de voto, ainda que dissimulado, manifestação de apoio ou de agradecimento público a pré-candidatos ou candidatos a cargos públicos nas Eleições de 2022". Para tanto, os dirigentes de entidades religiosas devem instruir todos que façam uso da palavra na respectiva instituição sobre a vedação de propaganda eleitoral nos templos, seja verbal ou impressa, sob pena de multa pela Justiça Eleitoral.

A PRE/RN orienta, ainda, que a recomendação seja amplamente divulgada a todos os membros de entidades religiosas que sejam candidatos ou pré-candidatos nestas eleições. Em caso de descumprimento da legislação eleitoral, eles poderão ser responsabilizados pelos atos irregulares em conjunto com a entidade.

Eleições e religião – A Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) proíbe que candidatos e partidos políticos recebam doação de organizações religiosas, seja em dinheiro, estimável em dinheiro ou por meio de qualquer tipo de publicidade. A legislação também veda a veiculação de propaganda eleitoral em bens acessíveis a população em geral, o que inclui os templos religiosos.

A recomendação da PRE/RN enfatiza, ainda, que nenhuma pessoa jurídica pode fazer doação eleitoral (ADIN nº 4.650 e Lei nº 13.165/2015), o que reforça a impossibilidade de contribuição financeira a campanha eleitoral por entidades religiosas. Além disso, o Tribunal Superior Eleitoral firmou entendimento de que a prática de atos de propaganda em prol de candidatos por instituição religiosa, ainda que de modo velado, pode caracterizar hipótese de abuso de poder econômico.

Styvenson Valentim critica aliança PT-MDB e alfineta Fábio Dantas: "Era comunista até um dia desse".

Cada vez mais demonstrando que poderá ser candidato ao Governo do Estado, o senador Styvenson Valentim (Podemos) criticou seus dois principais adversários em uma eventual disputa nas eleições de 02 de outubro.

Em entrevista ao podcast "Opinião", da Cena TV, o senador ironizou a aliança entre PT e MDB em torno da candidatura à reeleição da governadora Fátima Bezerra e criticou indiretamente o ex-vice-governador Fábio Dantas, hoje pré-candidato do Solidariedade.

A crítica aos oponentes foi feita no momento em que Styvenson questionava alianças políticas para as eleições. Ele disse ser contra a formação de coligações e voltou a declarar que, se decidir ser candidato a governador, será em chapa pura do Podemos. O senador afirmou que tem repulsa a apoios políticos, sugerindo que partidos, prefeitos e demais lideranças manifestam "apoio" a candidatos em troca de vantagens pessoais, como cargos comissionados para aliados.

Neste momento, o entrevistador ressaltou que alianças políticas também podem ocorrer por afinidade ideológica. Mas Styvenson rebateu: "Será? MDB e PT? Porra! O outro candidato era comunista até um dia desse e virou agora do outro lado? Qual o interesse de você manifestar publicamente (apoio)? Por que ninguém está comigo? Por que nenhum prefeito me apoia?".

Fábio Dantas foi vice-governador na gestão do governador Robinson Faria (2015-2018). Na época, ele era filiado ao PCdoB. Em 2014, Robinson e Fábio foram eleitos na mesma chapa da então candidata a senadora Fátima Bezerra. Hoje, o ex-governador (atualmente filiado ao PL) e o ex-vice-governador são oposição à petista.

"Eu não penso política da forma como os outros pensam. Eu não penso como querer, vontade pessoal. É muita gente. A máquina pública está totalmente pesada, mais do que o próprio elefante", afirmou Styvenson, citando como exemplo a quantidade de cargos comissionados no Detran, segundo ele, um número elevado.

Sem citar nomes, Pré-candidato ao Senado, Rafael Motta, acusa institutos de pesquisa de suposta manipulação de números para favorecimento de adversários.

O deputado federal e pré-candidato ao Senado Federal Rafael Motta (PSB) fez postagem nas redes sociais, nesta quarta-feira (27), criticando institutos de pesquisa.


Sem citar nomes, o parlamentar disse que parte das pesquisas eleitorais no Rio Grande do Norte tinham como objetivo favorecer candidatos. O pré-candidato também não citou quais adversários estariam sendo beneficiados.

Segundo Rafael Motta, o objetivo da divulgação de supostas pesquisas direcionadas teria como interesse sufocar candidaturas.

"Grande parte das pesquisas eleitorais no RN deixou de refletir a realidade para atender unicamente a interesses de candidatos", disse Motta, que continuou. "Uma estratégia para tentar sufocar candidaturas e engessar a dinâmica da eleição. Essa compreensão é libertadora e devolve ao eleitor o seu protagonismo", disse o pré-candidato.

Apesar da crítica e de não citar os supostos institutos ou pesquisas direcionadas, o deputado postou, em um mês, duas pesquisas eleitorais. Em 28 de junho, ele postou um levantamento da RealTime BigData, e há duas semanas ele postou uma do Instituto ITEM. Nas duas, ele aparece na terceira colocação na disputa, com 13% e 14%, respectivamente.

Rejeição: quase 30% dos entrevistados disseram não querer votar em Fátima Bezerra para Governadora, aponta pesquisa Consult.

Um fator bastante relevante verificado na pesquisa do Instituto Consult, que foi encomendada pelo Sinduscon e divulgada pela Rádio 98 FM, de Natal, é o percentual de rejeição ao nome da governadora Fátima Bezerra (PT), que embora apareça liderando a disputa ao Governo do Estado com 36,53%, por outro lado, amarga uma rejeição de 29,6% (quase 30%).

Só para se ter uma ideia deste problemão para os petistas é que o segundo mais rejeitado é o senador Styvenson Valentim (PODEMOS) com 10,9%, seguido por Fábio Dantas com 7,8%, índices bastante inferiores ao da governadora, principalmente, se considerarmos que a campanha eleitoral ainda não foi deflagrada.

Se considerarmos o número de indecisos do mesmo levantamento 20,24%, mais 15,29% que, por enquanto, estão dizendo que não vão votar em ninguém, fica difícil imaginar que o quesito rejeição não seja o "calo no sapato" de Fátima Bezerra, e que poderá levá-la a disputa de um segundo turno na base do "sufoco".

Ainda tem petista dizendo que a campanha será fácil no RN?

Se tiver, talvez, até esteja sorrindo por fora, mas tremendo nas bases.

Alguns são especialistas em fingir. Minha opinião.