Traque: Em Pau dos Ferros, grupo situacionista promove algazarra patética com informação sobre tramitação de processo administrativo inconcluso no Ministério do Turismo.

Em Pau dos Ferros, a julgar pelas últimas demonstrações de desequilíbrio emocional protagonizadas pelos integrantes do grupo situacionista, percebe-se, claramente, que os puxa-sacos do atual prefeito, Fabrício Torquato (PSD), estão tremendo de medo da pré-candidatura do ex-prefeito Leonardo Rêgo (DEM) que, apesar de estar gozando plenamente de seus direitos políticos, tem a sua condição de elegibilidade constantemente posta em dúvida por 'jagunços virtuais', diga-se de passagem, contratados informalmente apenas para tumultuar o processo eleitoral.

Religiosamente ou fanaticamente, dia após dia, tais "formadores de opinião" limitam-se, unicamente, à deprimente tarefa de cascavilhar documentos relacionados à gestão anterior em busca de algo que possa ser transformado em notícia (traque) para tentar confundir a opinião pública, numa ardilosa tentativa de enodoar reputações e alavancar o projeto de reeleição natimorto (que nasce morto) do atual gestor.

Pois bem. O mais novo traque, propagado com uma algazarra patética por parte de alguns bajuladores midiáticos e babões aleatórios, informa a mera tramitação de um PROCESSO ADMINISTRATIVO no Ministério do Turismo referente à prestação de contas de um convênio celebrado entre a Prefeitura Municipal e o Governo Federal para a realização da FINECAP 2009 que, notadamente, ainda possui caráter de INCONCLUSO, inclusive, estando passível da apresentação de inúmeros argumentos de defesa por parte do gestor responsável, no caso, Leonardo Rêgo, fato destacado pela própria documentação oficial.

Acontece que o assunto está sendo tratado pelos adversários do ex-prefeito Leonardo como se a referida tramitação processual administrativa representasse algum tipo de ameaça imediata à sua postulação, claramente, objetivando uma possível fragilização do projeto político da oposição.

Mas, o que os situacionistas esqueceram é que com o advento das redes sociais, e a consequente democratização dos meios de comunicação, o 'sepultamento' de um boato acontece na mesma velocidade de seu 'nascimento', ou seja, quase que instantaneamente.

Em contato com assessores do ex-prefeito, obtive explicações de que o procedimento informado pelo próprio Ministério do Turismo atesta a Aprovação Em Parte da prestação de contas do referido convênio, restando apenas o repasse de informações complementares que serão encaminhadas, posteriormente, ao Governo Federal, assim que Leonardo Rêgo receber a notificação.

No mais, conforme apontamos acima, o que vem além disso é pura precipitação imatura (amadora), reflexo do desespero de alguns que já sabem o perigo iminente com a proximidade do pleito eleitoral, algo perfeitamente justificável, afinal, a cada dia que se passa é contabilizado um dia a menos para os puxa-sacos comissionados, contratados, midiáticos e até gratuitos que estão prestes a perder a famosa "boquinha" na prefeitura.

Como diria o catedrático Donald Goldsang: "No tique-traque do relógio a vida passa."

Basta... invente outra aí!